quinta-feira, janeiro 19, 2017

Peso nas costas

Em algumas profissões, a realidade é diária: pesos nas costas são companhias de trabalho, carregados para lá e para cá. Estivadores, carregadores, funcionários de obras, e tantos outros, vivem constantemente esta situação não muito confortável. No entanto, mesmo sendo extenuante, a parte física é menos difícil de recuperar. Existe algo pior.

Quando o peso nas costas é invisível, é aí que ele pesa mais.

Ambiente familiar nada bom. Clima no trabalho pesando demais. Situação existencial parecida com uma bola de ferro. São momentos da vida que podem trazer conseqüências difíceis de carregar. E poucas oportunidades de descansar, já que não duram apenas oito horas, mas estão presentes até mesmo quando tentamos descansar. Dificuldades com pesos que nem mesmo quem trabalha carregando peso consegue evitar.

O alivio para este peso nas costas é outro peso nas costas...de Jesus Cristo. Ele carregou sua cruz para aliviar nossos ombros do maior dos pesos -  o afastamento de Deus. Pela fé Nele,.temos direção para seguir pela vida, lidando com os pesos que atrapalham demais. Especialmente aqueles que tristeza, orgulho ou egoísmo nos fazem segurar sem precisar. E com a promessa bíblica de que Deus não permitirá sobre nossas costas peso que nossas forças não possam carregar. Alívio invisível, é certo, mas com resultados que até podemos enxergar.

Promessa e realidade diárias, ao alcance de todas as profissões

P. Lucas André
Minuto Toque de Vida
MIX FM Poa

segunda-feira, janeiro 16, 2017

Fobia

Está na hora de parar com o uso errado desta palavra.

sexta-feira, janeiro 13, 2017

Minuto Final - TDV

Mensagem veiculada hoje no Minuto Toque de Vida da MIX FM Porto Alegre.


Olá, eu sou o P. Lucas André e este é meu ultimo Minuto toque de Vida inédito aqui na Mix FM. Estamos de mudança o para um novo desafio, na cidade de Regina, Saskatchewan, Canadá, a partir de 2017.

Desde 20 de setembro de 2013, estamos no ar com a Mix, trazendo estes instantes de reflexão. São mais de 3 anos, mais de 1000 mensagens inéditas, que visavam basicamente uma coisa: apontar para o centro de nossa vida.

Qual o centro sobre o qual nossa vida gira, ou se apoia? Às vezes é a família. Às vezes o trabalho, Pode ser o dinheiro, ou um grande amor. Estes centros podem nos dar alguma segurança. Mas a verdade é que todos eles são frutos humanos. E por isso, podem falhar. Ou faltar. 

O Minuto Toque de Vida se preocupou, nestes três anos,em falar do fundamento seguro. Da segurança para a vida. Da vida que não é perfeita e livre e ansiedades e frustrações. Mas a vida que é vivida com a segurança da graça e do amor de um Pai que não hesitou em dar seu próprio filho para nos ter perto dele. Para nos dar paz e perdão. E para nos lembrar que esta vida, por melhor que seja, não é tudo. Existe uma vida que ainda vem. Que é perfeita e eterna,.

Por isso, neste meu ultimo Minuto Toque de Vida, alem de agradecer por sua audiência e carinho, quero apenas relembrar este centro. Esta certeza. Este caminho seguro. Jesus Cristo. Ao alcance da fé. A qualquer minuto. Para tocar nossa vida. E torna-la completa.


Eu sou o Pastor Lucas André e foi uma honra muito grande ter estado com vocês. Para manter contato, escreva: lucasalbrecht@gmail.com 

Um abraço, a gente se vê!

quinta-feira, janeiro 12, 2017

O que permite a felicidade

Não deixa de ser triste que as propagandas que se esforçam por mostrar as coisas boas/alegres da vida quase sempre omitam exatamente o que torna todas aquelas cenas de felicidade possíveis.

Trabalho/emprego. Muito trabalho. Trabalhos longos e cansativos. Ter e viver princípios. Paciência e compreensão com familiares/amigos/colegas de trabalho. Amar como verbo de ação, e não apenas como sentimento. Fazer algo pelo outro. Resiliência. Perdoar e ser perdoado. Ajudar e ser ajudado. Superação.

E a lista pode ser maior. Em suma, persistir frente à dureza do cotidiano necessário, onde a maior parte de nossas horas se encontra.

Enquanto estes não forem reconhecidos e valorizados como o que nos permite ser felizes, existe chance de aqueles serem meras fugas ou ilhas de alegria num mar de ansiedade e frustração.


PS: E, para os cristãos, é estar conectado a Jesus Cristo na base de tudo. Pois é o que dá sentido, objetivo e segurança a tudo o mais.


(Minuto Toque de Vida
Mix FM Poa
P. Lucas André)

segunda-feira, janeiro 09, 2017

Histórias Recontadas

Cristo, Principios e Perseverança.

quinta-feira, janeiro 05, 2017

Orientação

Você já conheceu pais que deixaram a criança crescer para escolher qual língua falar? A escola a qual frequentar? Quais princípios seguir?  Eu, nunca. Os pais, desde cedo, já direcionam a vida, mesmo que, depois, os filhos venham a mudar. Alguns bebês são até mesmo vestidos com camiseta de time de futebol...  No entanto, isto pode acontecer quando se trata de fé. “Vou deixar que ela escolha quando crescer. Não vou impor”.

Se em tantas áreas isto acontece, na religiosa não precisa ser diferente. Especialmente, porque as religiões, normalmente, pregam bons princípios. No meu caso, por exemplo, meu filho vai crescer no caminho da fé em Jesus, para ter esta segurança para toda a sua vida.

Mas não só a criança. A qualquer tempo, qual é o problema de ter a Deus como fonte de fé, vida e esperança? Nenhum! Ao contrário, só faz bem. Pois Jesus Cristo é o Caminho. E todos precisamos caminhar com segurança. Ele é a verdade. E a verdade liberta. Ele é a Vida. E todos queremos viver para sempre. 

Com Ele, podemos. Vamos viver sem fim. 

(P. Lucas André
Minuto Toque de Vida
Mix FM Poa)

segunda-feira, janeiro 02, 2017

Dar a sua Vida

Dar sua vida por 5 pessoas. Este foi Arland Williams.
Dar sua vida por todos. Este foi Jesus Cristo.

sábado, dezembro 31, 2016

No caminho certo

Minuto TDV, MIX FM Porto Alegre.



TEXTO

Às vezes pode pintar na sua vida a duvida: estou  no caminho certo? Ou peguei atalhos que estao me levando pro lado errado?

Uma forma de descobrir é fazer a si mesmo a pergunta: “O que você não está fazendo agora que, se fizesse, mudaria em muito sua vida para melhor?”

As respostas são reveladoras. Talvez seja uma atividade física, mais tempo com a família, mais dedicação ao trabalho ou mais dedicação ao próximo, auxiliando com sua “carga’. Mas talvez também seja “buscar mais a segurança e presença de Deus. Dar mais atenção ás suas orientações. Ser mais persistente e incansável no fazer o bem. Plantar mais coisas boas.


Fazer a pergunta e ouvir as respostas. Isto mantém no Caminho certo. O Caminho que traz segurança, orientação e alegria. E conduz ao lugar certo.

sexta-feira, dezembro 30, 2016

Projeto Compartilhar

Um dos bons momentos do Toque de Vida de domingo na ULBRA TV em 2o16. Entrevista sobre o Projeto Compartilhar, que atua principalmente junto às cooperativas de Reciclagem de Lixo em Canoas, RS. Participação do Sr. Francisco Enir Lopes e do P. Clécio Clécio Leocir Schadech.





Blocos 2 e 3



sexta-feira, dezembro 16, 2016

Festa

A cada ano, nesta época, temos renovados não só os votos de Feliz Natal, paz, amor e harmonia, etc.... O pacote sempre contém também os já tradicionais ataques à data. Desde ao “consumismo desenfreado, à “busca frenética por presentes”, aos gastos e compras, até às comidas tradicionais e ao convívio em família. A crítica está ficando séria, a ponto de alguns considerarem um Natal um período depressivo. Já o Ano Novo, este sim seria o momento da euforia.

Tudo bem, concordo que às vezes há um certo exagero no Natal. Mas por que a crítica não acontece contra o Ano Novo?

Ou na virada do ano também não há busca desenfreada por consumo, gastos, roupas, comidas, objetos? Pensando bem, por que é menos ‘consumista’, por que é mais digno, gastar dinheiro com fogos do que com presentes de Natal? Pode ser considerado mais aceitável correr para preparar a festa que, não raramente, se passa rodeado de estranhos do que o agito para celebrar uma ceia com as pessoas mais próximas? É menos consumismo pagar viagem, hotel, comida, bebida, roupas de determinada cor, oferendas... do que preparar uma celebração natalina de fé, família e amor?

Cada um tem o direito de gostar da festa que mais lhe apraz, disto não há dúvida. O que também não pode deixar dúvida nenhuma é que o Natal, em seu sentido real, é festa que merece ser festejada. Abraçada, vivida, compartilhada, com o melhor que estiver ao nosso alcance, sem culpa. Gastamos dinheiro com tanta futilidade. Porque não investir em algo que realmente vale a pena? A celebração da vinda de Deus ao nosso encontro, na forma de um menino em uma manjedoura.

Depressão, esta não-convidada, até pode aparecer no período natalino. Como também em qualquer dia do ano novo.

Fundamental é lembrar e crer que Jesus Cristo apareceu naquele primeiro Natal para nos dar a certeza diária: viver na fé NEle é sempre ter muito para festejar.





P. Lucas André Albrecht

terça-feira, dezembro 13, 2016

O que dá sustentação

Não deixa de ser triste de constatar. As propagandas que se esforçam por mostrar as coisas boas/alegres da vida quase sempre omitem exatamente o que torna todas aquelas cenas de felicidade possíveis.

Porque todos nós sabemos o que está por trás do descanso na rede, o happy hour no fim da tarde, a viagem dos sonhos ou o fazer nada com amigos no fim de semana.

Trabalho/emprego. Muito trabalho. Trabalhos longos e cansativos. Ter e viver princípios. Paciência e compreensão com familiares/amigos/colegas de trabalho. Amar como verbo de ação, e não apenas como sentimento. Fazer algo pelo outro. Resiliência. Perdoar e ser perdoado. Ajudar e ser ajudado. Superação.
E a lista pode ser maior. Em suma, persistir frente à dureza do cotidiano necessário, onde a maior parte de nossas horas se encontra.

Enquanto estes não forem reconhecidos e valorizados como o que nos permite ser felizes, existe chance de aqueles serem meras fugas ou ilhas de alegria num mar de ansiedade e frustração.

Para os cristãos, a base e a fonte de tudo passa por uma conexão. Fé em Jesus Cristo. O filho de Deus que deu a sua vida para que a nossa pudesse ter não apenas coisas boas e alegres, mas a alegria essencial. Sermos tirados do caminho errado para andarmos pela fé, junto a quem nunca nos abandona. No fim de semana ou no calor dos dias úteis.  Na praia ou na madrugada sem sono. No happy hour ou no hard day

Este é o fundamento. Esta é a sustentação. Esta é a Vida.

É o que dá sentido, objetivo e segurança a tudo o mais.



P. Lucas André Albrecht

sexta-feira, dezembro 09, 2016

Descoberta

Para muitos cientistas, podemos estar perto de algo grande. Se for confirmada, a descoberta de uma quinta força da natureza provocaria uma revolução no conhecimento científico sobre o Universo

Segundo matéria na web, “atualmente, são quatro as forças conhecidas: gravitacional, eletromagnética, nuclear forte e nuclear fraca.Antes da descoberta, cientistas acreditavam que elas eram completas e responsáveis pelo entendimento de todo nosso Universo. Agora, tudo pode mudar.” E um dos físicos envolvidos na pesquisa afirma: “Se for verdade, é revolucionário. Se confirmado por outros experimentos, a descoberta de uma possível quinta força pode mudar completamente nosso entendimento sobre o Universo.”

No campo da natureza humana, a partir do que é possível observarmos, poderíamos pensar que são quatro as forças que regem nossa vida e seriam as responsáveis pelo entendimento total do nosso universo e existência:  Saúde, Dinheiro/Poder, Sexualidade e Visibilidade.. Ao menos a partir do observável, já que determinam muitas atitudes, geram angustia e ansiedade, causam dor e separação. Levam à frustração e à depressão. Entre outros fatos observáveis. No caso da saúde, é até uma espécie de deusa, a única coisa que realmente interessaria.

Só uma descoberta muda completamente este entendimento do Universo. É força que não é quinta, mas é primeira e única.

E não é uma descoberta nossa.

Quando o Criador do Universo chega ao coração, por meio da fé no Seu Filho único, nosso entendimento da vida muda completamente. Já não somos meros elétrons ou fótons. Não dependemos de saúde ou dinheiro como segurança e sentido para a vida. Somos encontrados pelo Deus de Amor, que nos livra do pecado e nos dá a oportunidade de descobrir a grandeza de Sua criação, de Seu amor, de Seu perdão. E, ao mesmo tempo, realizarmos a simplicidade com que está fé abrange nosso coração.

Para muitas pessoas, esta descoberta acontece nos primeiros dias de vida. Para outros, ao longo dela. Para todos, esta Força – que não é abstrata, mas, em Jesus Cristo, é definida em rosto e forma –  é sempre presente, sempre precisa. Permanente.

A descoberta que muda tudo. E, ao mesmo tempo, garante que nada vai mudar.



P. Lucas André Albrecht

quinta-feira, dezembro 08, 2016

Fundamento

Um homem decidiu construir uma casa. Sentou-se, calculou o dinheiro, o tempo e o investimento. No entanto, esqueceu de um detalhe: não percebeu que o fundamento que fizera não foi o suficiente para a sustentação. A casa foi construída sobre a areia.

Mas o pior estava por vir. Durante várias semanas, enquanto o tempo estava bom, ele não notou nada. O desastre aconteceu num dia de chuva e temporal. A casa não resistiu. Por estar construída sobre a areia, não tinha sustentação suficiente. Caiu.

Outro homem, não longe dali, mais ou menos na mesma época, também construiu sua casa.. Trabalhou com planejamento e cuidado. Assegurou-se principalmente de que sua moradia fosse construída sobre rocha firme. Um fundamento confiável.

No dia em veio aquele chuva e tempestade (que derrubaram a casa construída na areia),  esta casa permaneceu. Estava construída sobre a rocha. Agüentou perfeitamente a força do vento e da chuva. E não só daquela, mas de muitas outras que vieram depois.


Assim é todo aquele que vem a mim, ouve as minhas palavras e as pratica. Não é tolo, mas sábio. Constrói sua casa sobre a Rocha, que dá fundamento seguro à vida e ao coração. 

(Fonte> Parabola dos dois fundamentos, Evangelho de Mateus)

terça-feira, dezembro 06, 2016

Tudo lembra


Quando você tem um bebê em casa pela primeira vez, muita coisa muda. Uma delas é bastante curiosa: você começa também a ouvir coisas diferentes. Ou diferentemente as mesmas coisas.

De repente, vários barulhos passam a se parecer com choro do seu bebê, ou com o riso dele, ou com algum som que ele emita. Sons da rua, sons dentro de casa, sons de pessoas, sons de objetos....Tons que você já tinha ouvido, mas que, agora, passam a soar diferente. Tudo lembra aquele novo e precioso som que enchei sua casa de alegria e vida.

Na vida de quem nasce pra fé, acontece algo semelhante. Não apenas sons; tudo passa a ser diferente.

A vida que ali estava, de repente, não é mais a mesma. Pois passamos a ouvir a voz, os sons e as impressões do Pai por onde quer que andemos. Passamos a ver sua marca e presença em todo lugar. E passamos a ser ouvidos por aquele que jamais abandona seus filhos. Um Pai que deu a vida do seu próprio  - e único!  - Filho, para que a nossa pudesse ter outro som, outro tom, outro olhar.  Ele age, ele transforma. Ele muda nossa vida para melhor. E para sempre.

Um filho muda a vida. E, quando a vida muda, muita coisa muita junto.  Quando a fé muda o coração, também.

Pois, vendo a Verdade, você vê a vida a partir de um outro lugar.



P. Lucas André 

quarta-feira, novembro 30, 2016

Tempo de uma vida

Escrevi este texto há dois anos, quando perdi meu filho de sete semanas. 
Compartilho com todos os que choram a dor da perda, desejando que o amor de Deus e a esperança da Vida em Jesus Cristo abrace seus corações. Como o fez com o meu.

Pastor Lucas André.

O vovô faleceu aos 91 anos. Por nove décadas, alegrou a vida de muitas pessoas.
Aquela senhora teve o fim de sua vida perto dos 50. Foram muitos anos nos quais certamente trouxe sorrisos e impactou vidas.
O jovem morreu antes dos 20. Foi um momento muito duro e dolorido, no entanto, foram quase 20 anos em que iluminou e alegrou a vida de muitos.
O casal, depois de ouvir o coração do bebê na sétima semana, recebeu a noticia, na nona, de que a gravidez não havia prosseguido.
Quanto tempo uma vida precisa existir para trazer alegria às nossas vidas? 70 anos? 7 meses? 7 semanas?
Jesus Cristo utilizou cerca de 33 anos quando esteve conosco para cumprir sua missão e se tornar a pessoa mais importante de nossas vidas. Ele não apenas nos faz sorrir como traz felicidade no estado pleno. E não precisa de mais que um segundo para fazer esta certeza valer para um coração.
No caso especifico daqueles corações que nos deixam, traz a noticia que realmente conforta: o tempo humano é especifico, o de Deus, não tem fim. Sejam sete dias ou oito décadas que você tenha vivido com alguém, quando você e este alguém vivem ligados a Ele, há uma eternidade inteira pela frente, com muito mais do que sorrir.
Não sabemos quanto tempo ainda vamos ter com as vidas que nos fazem sorrir aqui. Mas sabemos que, desde agora, podemos aproveitar cada segundo, e agradecer a Deus pelo tempo que esta vida durar.
Pois, se o tempo de uma vida importa, muito mais importante é o quanto Deus, por meio dela, faz nosso coração se alegrar.

segunda-feira, novembro 28, 2016

Letras Juntas



A letra U não parece ser sinônimo de algo ruim, não é verdade? Palavras como União, Unidade e Universidade indicam coisas boas e proveitosas.

Também a Letra I pode ser lembrada por boas referências, como Inteligência, Inovação e Identidade.

Tampouco a Letra T pode ser temida, já que Trabalho, Tempo e Tenacidade fazem parte da nossa lista de coisas importantes.

Mas quando as três estão juntas, aí acontece o problema: UTI.

Só de ouvir falar que alguém está na UTI o arrepio já nos percorre as costas, mesmo quando o risco de morte é reduzido. Estas três letras juntas, na sequência, estão longe da nossa lista de “coisas que gostaria de ouvir a qualquer hora do dia”.

Talvez esse seja o problema de algumas coisas andarem errado em nossas vidas. Determinado comportamento até que não é de todo ruim. Aquela tal pessoa não chega a ser má influência. O costume de ingerir, comer, fazer ou tentar aquela outra coisa também não parece ser tão ofensivo. Mas quando algumas delas andam juntas, ou em exagero, e aí que o estrago começa a ser maior.

É o que acontece, por exemplo, quando várias pessoas, que sozinhas até se comportariam bem, se juntam e permitem que o nível de palavras ou atitudes vá para baixo. Quando um hábito não tão ruim que temos é combinado com a impropriedade do momento. Quando permitimos que o trabalho ande junto com comportamentos que a ele não se adequam. Quando o casamento anda junto com companhias erradas. Até mesmo a fé, quando acompanhada de pensamentos e atitudes que, unidos, conduzem um fanatismo que pode cegar.

Quando andam juntas, algumas coisas podem nos deixar mal. Com risco de morte. Eterna.

Já estas cinco letras separadas, podem dizer pouco, mas juntas, dizem tudo. JESUS. Pois elas lembram que este risco de morte está afastado e que as letras V-I-D-A ganham sentido e fundamentação. Quando andamos junto a ele, e junto ás coisas que, juntas, constroem, sempre será um som que vamos querer ouvir. O tratamento intensivo que nosso coração recebe junto a esta fonte de amor fortalece nosso ser e sustenta nosso viver. Para termos, com qualidade, tempo, identidade, trabalho, unidade, trabalho, união... E mais tudo de bom que o alfabeto possa indicar.

São as letras que, quando juntas, indicam Aquele que nos faz andar bem. E sempre na direção certa.




P. Lucas André Albrecht

domingo, novembro 27, 2016

**12 anos!



No sábado, 26.11, a Ulbra TV completa 12 anos no ar, levando formação, informação e entretenimento ao público gaúcho e brasileiro.

E o Toque de Vida tambem celebra esta data! O primeiro Toque de Vida foi ao ar naquele dia 26.11.2004, com a Ulbra TV, e permanece até hoje comunicando música e mensagem para nossas vidas.

De lá para cá, o projeto se expandiu, agregando o Blog do Toque de Vida, as mensagens semanais por email, Página do Facebook, Minuto Toque de Vida na Mix FM e o Drops Toque de Vida na programação da ULBRA TV.

Nossa gratidão a Deus, por permitir que este projeto seja feito, por muitas mãos e corações, para que Seu amor chegue a muitos! E muito obrigado a você, leitor(a)/telespectador(a)/ouvinte, que nos acompanha e faz com que este projeto tenha sentido e objetivo!

Parabéns à ULBRA TV
E muito obrigado a você!


 








Soli Deo Gloria!

segunda-feira, novembro 14, 2016

segunda-feira, novembro 07, 2016

sexta-feira, novembro 04, 2016

Fidelidade

Quando querem provocar rivais, muitos torcedores de futebol utilizam uma pergunta direta: há quanto tempo seu time não ganha um titulo importante? Pois isto parece ser essencial para a vida de um clube e sua torcida. 
A resposta pode variar, de lugar para lugar e time para time. Mas a resposta a uma outra pergunta normalmente é a mesma, em qualquer lugar do pais e do mundo: quanto tempo seu time tem que ficar sem ganhar títulos para que você o abandone? Ou desista e troque por outro?

Os torcedores do Chicago Cubs, time de beisebol norte-americano, estavam há 108 anos sem ganhar a World Series, o campeonato nacional da modalidade. A ultima final disputada foi em 1945. E perderam. Há muitos que passaram a vida inteira sem ver um titulo conquistado. No dia 03 de novembro de 2016, venceram os Cleveland Indians, conquistando o troféu pela primeira vez em mais de um século.

Durante este tempo todo, quantos torcedores do Cubs abandonaram o time, ou trocaram por outro?

Acredito que sabemos a resposta. Em alguns contextos ela é tão obvia “Jamais abandonarei meu time”, que chega a assustar. Pois há tantas coisas mais importantes que são trocadas com facilidade – pessoas, lugares, objetos, fé, igreja, princípios, caráter... – que tal fidelidade a um time, a um esporte, parece ser o sentido da vida, ou quase uma religião.

Já quando os cristãos declaram fidelidade a Deus e confiança no que Jesus disse – de que irá voltar para o Dia Final -, não raramente soa como utopia e limitação de mentalidade. Significaria estar preso a algo tolo, que nunca cai acontecer. Representaria ser inocente e acreditar em qualquer coisa...  Pois, neste caso, passaram-se não 10, 108 ou 500 anos. Já são vinte e um séculos. E nada acontece. Só pode ser um ‘torcedor iludido’....

O autor bíblico Pedro, que já enfrentava estas zombarias, lembra: “Não é demora. É amor”. Deus não está atrasado, nem demorando, em cumprir sua promessa. Ele está demonstrando paciência. Amor. Cuidado pelo ser humano. O troféu não precisa ser conquistado – Jesus Cristo já jogou o jogo e já venceu a morte. Quem vive na fé neste titulo, nunca vai se decepcionar. Durante o tempo de sua vida, aquele que está firmado nesta fé sabe que não tem porque desistir. Pois sabe que uma grande comemoração o espera ali adiante. 

E ela não vai durar somente até a manhã seguinte.

Ela não acaba. Ela é eterna.




P. Lucas André Albrecht