Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2013

Videoclipe: Mais Viver

Imagem
Está no ar o novo videoclipe da Banda Mais Viver, da Pastoral da ULBRA.

A canção "Mais Viver" teve suas imagens captadas na capela do campus da ULBRA em Canoas. A produção é  da Banda Mais Viver e ACPA (Associação Cristã de Produção Audiovisual).

Clique e assista!




Baixe a canção:: http://www.ulbra.br/bandamaisviver/ma...

Realização:: ACPA (Associação Cristã de Produção Audiovisual)
Imagens: Laércio Leitzke
Edição: Laércio Leitzke e Lucas Albrecht
Produção: Mais Viver e ACPA
Pòs-produção: Laércio Leitzke
Direção: Lucas Albrecht

Mais Viver é:
Eduardo Alves - Bateria
Djenane Albrecht: Vocal
Paulo Brum - Baixo e instrumental
Lucas Albrecht - Violão e guitarra

Crer e ver

Você certamente já ouviu falar de São Tomé, aquele do “ver para crer”. Do ponto de vista racional e científico, é até mesmo possível afirmar que todos somos assim, certo?
Não creio. Se observarmos bem, o que realmente acontece é que nós acreditamos naquilo que queremos acreditar. Pois quando não queremos, o não ver torna-se o argumento mais à mão. Já quando queremos acreditar, uma única justificativa já serve de sustentação.
Alguns exemplos: Garra – alguém de nós já viu e pode comprovar cientificamente que ‘garra’ existe? No entanto, é muito difícil achar alguém que não acredite que ela exista. Silêncio – Ninguém de nós nunca viu o silêncio. No entanto, provavelmente todos nós acreditamos que ele exista. Não vemos e nem ouvimos. Felicidade – Não é possível enxerga-la, mas todos acreditam nela, tanto que é considerado um direito legitimo procurá-la.
Muitas outras coisas poderiam entrar nesta lista. Intangíveis e invisíveis como solidariedade, paciência, inteligência emocional; e também previ…

Depoimentos - Congresso de Universitários Cristãos

Confira depoimentos de alguns dos participantes do IV Congresso Gaúcho de Universitários Cristãos, realizado na ULBRA Canoas no dia 20.04.2013.





update: Conexão e inspiração
Congresso de Universitários Cristãos em Canoas enfatizou conexão com perfis reais
Emoção na oficina conduzida pelo professor Thomas Heimann, "Cuidando do outro", não foi algo incomum. Da mesma forma que risos, na oficina de “Música e Canto” com o Pastor e Maestro Paulo Brum. A professora Sandra, com a "Expressão corporal", despertou a criatividade dos jovens, enquanto o Prof. Adriano Teiga, em "Dinâmica de grupo", desconstruía para reconstruir o tema e promover momento de interação. O IV Congresso de Universitários Cristãos, realizado pela ANEC e a Pastoral da ULBRA, no campus da Universidade em Canoas, trouxe cerca de 50 participantes para passarem o sábado, 20,04, conectados a pessoas reais.
Na abertura, um bate-papo e reflexão sobre conexão x desconexão entre o capelão da Escola Ulbra…

Mais viver

Imagem

Clipe "Mais Viver'

Imagem
Do Facebook da https://www.facebook.com/bandamaisviver

O Laércio, da ACPA, nos enviou hoje as primeiras imagens oficiais do clipe "Mais Viver". De hoje até dia 30 vamos postar mais algumas. Acompanhe!

Dia 30,04, lançamento oficial - Ulbra TV e You Tube!


Conexão com o fundamental: um desafio para os cristãos

Imagem
por Natália Scholz

Acontece amanhã (20) o IV Congresso Gaúcho de Universitários Cristãos, que será na Universidade Luterana do Brasil – Ulbra, em Canoas – RS, a partir das 9h. O Instituto Humanitas Unisinos – IHU será representado por Ana Maria Casarotti, colaboradora na área de Espiritualidade. Segundo Lucas André Albrecht, pastor da Igreja Evangélica Luterana do Brasil – IELB, capelão da Ulbra e um dos organizadores do evento, a ideia do tema “Desconectar para conectar, vivendo um dia conectado a perfis reais” surgiu de um vídeo de uma operadora de telefonia, convidando as pessoas a não deixarem de enxergar o que está à sua volta por causa do exagero na conexão virtual. “Assim, pensou-se em convidar o jovem a deixar um pouco de lado seu celular e computador para conectar-se a perfis reais”, conta.

Albrecht enfatiza que o tema não tem como intenção “demonizar” a tecnologia, mas sim valorizar a presencialidade: “É um convite a desconectar-se do que for exagerado para conectar-se ao que …

Desconectar para conectar

Imagem
A ULBRA Canoas recebe, pela primeira vez, o Congresso Gaúcho de Universitários Cristãos. Em sua quarta edição, o evento convida os acadêmicos de todas as religiões a refletir sobre o tema "Desconectar para conectar". A proposta é incentivar o contato real com o próximo, em um mundo cada vez mais imerso na tecnologia, na internet e nas redes sociais. 

Para mais informações e inscrições, acesse:http://bit.ly/13fYBtI


Fonte:  Facebook ULBRA

Coro Universitário participa de atividades no Dia da Voz

O curso de Fonoaudiologia da ULBRA Canoas promoveu na terça-feira, 16.04, atividades alusivas ao Dia da Voz com o objetivo de chamar a atenção para os cuidados que devem ser observados e contribuem na prevenção de problemas. Pela manhã, alunas do curso, em parceria com estudantes da Residência Multiprofissional, realizaram um teatro sobre a saúde vocal e uma palestra sobre hipertensão na Associação de Moradores do Bairro Santo Operário, em Canoas. A atividade foi desenvolvida juntamente com a equipe de Estratégia de Saúde da Família da Unidade Básica daquela região.   No campus, durante a chegada dos estudantes do turno da noite, o Coro Universitário da ULBRA cantou enquanto alunas e professores faziam a distribuição de copos de água e material explicativo sobre os cuidados com a voz no saguão do prédio 11. A apresentação também fez parte do movimento internacional The Choral Concerts, que será realizada em diversos países, no mesmo horário.
Dicas para você ser amigo da sua voz
Fale sem…

Doença e cura

Mais uma vez, a Bíblia estava certa. O nome disso é pecado.
Um rapaz foi morto durante um assalto em São Paulo, O criminoso, depois de tirar os pertences da vítima, simplesmente atirou na cabeça a sangue frio, para matar. Não houve reação. Apenas a morte estúpida e brutal.
Será que existe alguém que defenderia ou desculparia o assassino?
Infelizmente, parece que sim. E, curiosamente, com o já superado discurso da ‘vulnerabilidade social’, ‘pobreza’, ‘falta de opção e de educação’ e similares. Falando também sobre o tema da redução da maioridade penal, um representante oficial chegou a dizer: “Queremos dar ao jovem alternativas de trabalho, cultura, lazer, formação profissional; uma possibilidade que não seja o crime. Nossa ênfase é isso. Reduzir a menoridade penal é uma lógica que não tem fim””.
O raciocínio desta linha, no entanto, não tem como resistir ao mais elementar, como por exemplo. se tantos jovens em idêntica situação escolheram não ir pelo caminho do crime, mas tentar uma vida …

Tolerância

Aquele quadro até que era divertido. O rapaz, indignado com perguntas que considerava ruins ou estúpidas, respondia de maneira grotesca. Então, assinava com o bordão. “Tolerância zero”.
O que era para ser só um quadro de humor esta virando também um quadro de terror. A “tolerância zero” começa a avançar passos largos sociedade adentro. Mas isto não seria algo bom? Seria, se houvesse uma maneira de estabelecer para esta sociedade tudo o que é certo, incontestável e inquestionável e o que não é. Só que, na vida em sociedade, não é assim. Ao menos não em uma que pretenda ser democrática. Ao contrário, pluralidade, diversidade de visões, espaço para o contraditório estão em sua essência.. E, principalmente, o respeito para com a liberdade de expressão.
Só que as coisas estão complicando. Cada vez mais forte aparece a tendência de que os diversos grupos, estabelecendo para si qual é a pauta, opinião e verbalização toleráveis, comecem a praticar a tolerância zero – outro nome para intolerânci…

Award

At the 2007 Emmy Awards, the comedian Kathy Griffin, in her speech after receiving her award fired off, "Suck it, Jesus!!"

Her entire speech went like this, " Now, a lot of people come up here and thank Jesus for this award. I want you to know that no one had less to do with this award than Jesus. He didn't help me a bit. If it was up to him, Cesar Millanwould be up here with that damn dog.” (Then she spat out the offensive words listed above.) So, " . . . "

Well, degrading Jesus Christ in a democratic western country doesn't require much courage. Yet, it would be way more difficult to be courageous by speaking against Mohammad in a Muslim country.

But think about it - what point is there at being upset with someone who  has no authority to speak about Christ and the Christian faith. Nowadays it is so common for others to react out of an incorrect understanding of the Bible. That's worth noting. And even more than that "Christian churches&quo…
“É fácil defender a liberdade de expressão quando as pessoas estão dizendo coisas que julgamos positivas e sensatas, mas nosso compromisso com a liberdade de expressão só é realmente posto à prova quando diante de pessoas que dizem coisas que consideramos absolutamente repulsivas.”
(Walter Williams)

Universitários Cristãos

Imagem
Dia 20 de abril, das 9h Às 17h, na ULBRA Canoas.



“Nunca fale mal de alguém se você não tiver certeza. E, se você tiver certeza, pergunte a si mesmo: ‘Porque eu deveria falar?’”
(Johann Lavater)

Marcas

por Dâmaris Feld

Dia desses achei engraçado quando li a inscrição “não revela a idade”, colocada ao lado do nome de alguma artista em revista de celebridades. Por algum motivo, não quis dizer quantos anos tem. Pode ser que não queira admitir que a juventude de seu corpo está passando. Não sei...

Sei mesmo é que eu não posso esconder as marcas que meu corpo traz e que são marcas que o tempo fez. Fatos da vida. A começar pelo meu umbigo, a cicatriz que me lembra que um dia fui bebê e estive ligada fisicamente a alguém. Depois que alguém cortou o cordão, a vida nunca mais foi a mesma...

Depois, as marcas da infância: marca de vacina, cicatriz de queda de bicicleta e de corte no dedo (quase caiu o meu dedo, ficou por um fio, quer dizer, por uma pelezinha – mas sarou! E o dedo está inteiro.) Marca na testa e na barriga e na perna. E bem pertinho do olho uma cicatriz – foi por pouco! Nas costas não enxergo direito, mas certamente tem alguma também...

Adolescência e as marcas que trouxe. De quei…

Congresso!

Imagem
Dia 20 de abril, das 9h Às 17h, na ULBRA Canoas.



Congresso de Universitários Cristãos

Imagem
Dia 20 de abril, das 9h Às 17h, na ULBRA Canoas.



Posicionados

Os cristãos precisam reaprender constantemente a se posicionar.
Se a vida de fé anda muito tranquila, se nunca acontece qualquer sinal de desconforto, contrariedade, perseguição, acinte, que em alguns casos pode levar até a ameaça de condenação e prisão por “crime de opinião”(que é característico de ditaduras), é melhor nos questionarmos se a nossa fé está realmente saindo pelos poros e ganhando vida em pés, mãos, palavras e ações.
A inércia amparada pelo “Deus é quem faz”, o temor medo de se desencaixar da sociedade ou o medo da reação contrária podem se tornar paralisantes e  desculpas para a não-ação, desinteresse ou o ‘fazer de qualquer jeito’. Mas não é este o caminho. Se o negócio fosse só ‘deixar que Deus faz’, as penúltimas palavras de Jesus Cristo na Terra não teriam sido “Ide por todo o mundo comunicar o Evangelho a toda criatura.”
É consequência de uma fé viva o viver o ensino cristão, participar do diálogo, testemunhar com vontade e convicção. Fazer o melhor que está ao noss…

Perseguidos

Os cristãos ocidentais precisam reaprender a serem perseguidos.
De tempos em tempos, surgem atitudes que, às vezes, podem parecer quase uma cruzada contra os que divergem do posicionamento cristão. Um exemplo é o caso recente das discussões sobre homossexualismo, opções e condições sexuais. O que alguns chamam até de homofobia – esta que é, em nossa sociedade, uma palavra esperando tradução.
Se os cristãos se mobilizam para devolver na mesma moeda, estão exatamente no oposto do que Cristo ensinou. Quando os cristãos tentam simplesmente ganhar ou não perder espaço político, estão esquecendo de se importar com a polis(cidade) e seus habitantes. Querendo partir para a batalha, não podem esquecer quais as armas que Paulo, na Bíblia, designou para ela.*
Mais. Não podemos nunca nos esquecer que é a Palavra de Deus que tem poder e eficácia, e não a força e argumentação humanas. Ou seja, não é pela articulação política, concurso de melhor defesa ou do tom mais alto de voz que vamos fazer o Evang…